UM CURSO EM MILAGRES
23 NOVEMBRO DE 2005
4ª FEIRA

Eu estou aqui só para ser verdadeiramente útil.
Eu estou aqui para representar Aquele Que me enviou.
Eu não tenho que me preocupar com o que dizer ou o que
fazer, porque Aquele Que me enviou me dirigirá.
Eu estou contente em estar aonde quer que Ele deseje,
sabendo que Ele vai comigo.
Eu serei curado na medida em que eu permitir que Ele
me ensine a curar.

Jorge: Gostaria de compartilhar, neste exercício da alegria, falando sobre uma parte do parágrafo 12 da página 59 do livro texto, que trabalhamos na segunda-feira e que fala da radiância.

“O Reino do Céu é o direito do espírito, cuja beleza e dignidade estão muito além da dúvida, além da percepção e ficam para sempre como a marca do Amor de Deus por Suas criações, que são totalmente dignas Dele e só Dele. Nada além disso é suficientemente digno de ser uma dádiva para uma criação do próprio Deus.”

A radiância é do espírito e tem direito ao Reino do Céu. Quando a pessoa chega neste estado de alegria e contentamento que derrama a sua volta, aí sim nós estamos no espírito e aí sim alcançamos o Céu. É isso que temos que buscar, chegar ao ponto que esta alegria seja tão intensa que ela irradia e se torne radiante.

Então, para que se torne radiância, temos que exercitar mais a alegria, a felicidade.

Podemos fazer o exercício do astronauta (está publicado na Reunião do dia 14/09/2005) e marcar hora para ficar alegre, radiante. Marque uma hora por dia e faz disso um compromisso. Pode ser, por exemplo, todo dia às 13 horas, por 5 minutos vou parar tudo, não vou atender o telefone, nem campainha e vou ficar alegre, radiante.

Como se faz para ficar radiante? Inspira, expira, suspira, respira.

Eleva os braços, inspira, traz para baixo, expirando e suspirando ah!.....

Participante: Parece que tira um peso da gente.

Jorge: Faça isso até que se torne radiância. Quando você puxa esta luz, que você inspira, inspirar é do espírito, é trazer a luz do espírito, é buscar a inspiração. Quando você puxa esta inspiração, puxa esta luz do espírito, você começa a ficar inspirado. O espírito é luz. Vamos nos tornar radiantes, de irradiar, estender, expandir esta luz. Este é o estado que nós devemos alcançar, daí as coisas do mundo deixam de abalar a gente.

Neste grupo da quarta feira já trabalhamos muito que a gente tem que emergir e flutuar.

Por quê? Quando a gente se aprofunda no mundo, mergulha no mundo, vem um tubarão e morde o pé. Se você emergir e flutuar o tubarão não te alcança. As coisas do mundo vão acontecer igual, só que não vão te atingir com a mesma intensidade. É este estado que temos que buscar alcançar.

Vamos ler todo o parágrafo 12 da página 59. Surgiram umas compreensões na reunião de segunda-feira, vamos ver como é que vocês compreendem.

“Com o ego tu nada podes fazer para salvar a ti mesmo ou aos outros, mas com o teu espírito podes fazer tudo para a salvação de ambos. A humildade é uma lição para o ego, não para o espírito. O espírito está além da humildade, porque reconhece sua radiância e com contentamento derrama sua luz por toda a parte. Os mansos herdarão a terra porque seus egos são humildes e isso lhes dá uma percepção mais verdadeira. O Reino do Céu é o direito do espírito, cuja beleza e dignidade estão muito além da dúvida, além da percepção e ficam para sempre como a marca do Amor de Deus por Suas criações, que são totalmente dignas Dele e só Dele. Nada além disso é suficientemente digno de ser uma dádiva para uma criação do próprio Deus.”

Participante: Ele fala em humildade do ego, então quer dizer que uma das etapas da minha evolução é deixar o meu ego humilde?

Jorge: Diz ali que ‘Com o teu ego não podes fazer nada’. Qualquer lição que você faça para o ego não serve para você nem para o teu espírito. Depois ele diz ‘Os mansos herdarão a terra porque os seus egos são humildes’. Então, ele está explicando este aspecto do Sermão da Montanha ‘Os mansos herdarão a terra’, e agora conclui, ‘porque os seus egos são humildes’. Mas o Céu é para o espírito que é radiante. Como é que a gente compreende isso?

-Que nós temos que moldar o ego para ele ser humilde? ou

-Treinar o ego para ele ser humilde é uma etapa da evolução? Ou

-A humildade é uma lição para o ego e não serve, nem para você, nem para o espírito. Que a única coisa que pode acontecer com o ego humilde é que os mansos herdarão a terra, porque os seus egos são humildes?

Participante: Acho que a humildade reduz o orgulho e a vaidade, assim nos aproxima do espírito.

Participante: Eu acho que não tenho que ser humilde não, tenho que ser um rolo compressor para buscar o Céu.

Participante: Com o ego humilde vou herdar a terra, a matéria. O Céu é para o espírito. A pessoa que é feliz não é prepotente.

Participante: Com o ego não conseguimos nada, mas com o exercício da humildade, podemos conseguir. É como o exercício da alegria que a gente faz, para contrapor o ego. O Céu já temos e é um direito do espírito. Me parece que exercitando a humildade ficamos mais alinhados e a percepção fica mais verdadeira. A terra não estabelece evolução, pois está dentro do tempo e da forma.

Participante: Eu achava que aquelas pessoas caridosas, simples, caladas seriam agraciadas por Deus. Agora estou vendo que não, que não tem nada a ver. Percepção mais verdadeira, não é o conhecimento, ou seja vai ficar aqui na terra, no tempo e no espaço.

Participante: Quem é a luz do mundo senão o Filho de Deus?

Participante: Eu gostaria de ler um trecho da Lição 61 (página 108 do livro de exercícios), cujo título da Lição é: ‘Eu sou a luz do mundo’

1. Quem é a luz do mundo senão o Filho de Deus? Essa, então, é apenas uma declaração da verdade sobre ti mesmo. É o oposto de uma declaração do orgulho, de arrogância, ou de auto-engano. Não descreve o conceito de ti mesmo que tens feito. Não se refere a nenhuma das características com as quais dotaste teus ídolos. Refere-se a ti tal como foste criado por Deus. Simplesmente declara a verdade.

2. Para o ego, a idéia de hoje é o epítome da auto-glorificação. Mas o ego não compreende a humildade, tomando-a equivocadamente por auto-degradação. A humildade consiste em aceitar o teu papel na salvação e em não assumir nenhum outro. Não é humildade insistir que não podes ser a luz do mundo, se essa é a função que Deus designou para ti. Só a arrogância afirmaria que essa função não pode ser para ti, e a arrogância é sempre do ego.

3. A verdadeira humildade requer que aceites a idéia de hoje por que é a Voz de Deus Que te diz que ela é verdadeira. Esse é um passo inicial para aceitar a tua real função na terra. É um passo gigantesco no sentido de assumir o teu lugar de direito na salvação. É uma afirmação positiva do teu direito de ser salvo, e um reconhecimento do poder que te é dado para salvar os outros.

Participante: Nesta Lição é explicado o que é humildade, até então eu não tinha a compreensão. O fato de eu aceitar o meu papel aqui, o retorno para Deus, que é a salvação.

Jorge: Qual é o teu papel aqui? Ser a luz do mundo! Ser radiante!

Participante: Outro dia falei para uma pessoa sobre Um Curso Em Milagres e disse a ela que se ela acreditasse poderia andar sobre as águas e ela disse ‘isso é uma afronta a Deus e a Jesus!’. Agora estou percebendo melhor essa humildade.

Jorge: Então aquela interpretação anterior estava certa, aqueles que herdarão a terra são os mansos que não falam nada. Os radiantes vão conquistar o Céu.

Se você tivesse que deixar suas coisas para serem cuidadas aqui na terra, você deixaria elas com uma pessoa que você julga mal educada que grita ao telefone, ou deixaria com uma pessoa que você considera humilde e boazinha? Uma pessoa mais humilde! Ela tem uma percepção mais verdadeira de irmandade, de respeito. Quando terminarem os conflitos na terra os mansos e humildes vão ficar bem na terra, eles não vão brigar, não vão lutar, não vão atacar, os radiantes vão para o Céu.

Você tem que assumir que você é a luz e a luz é a radiância! A Lição 61, eu interpretei assim: Quem assume dizer ‘eu sou a luz do mundo’ abertamente? Isso o ego interpreta como arrogância! É isso que está escrito no exercício, que isso o ego interpreta como arrogância, mas que isso é a verdadeira humildade. Os outros egos vão dizer que isso é arrogância. ‘..que arrogância!...esta pessoa diz que é a luz do mundo, o que ela pensa o quê ela é?’

Participante: Se a pessoa fizer o papel dela, ela não precisa dizer..

Jorge: Não é para dizer, mas é para assumir o papel! Quando você assume o papel, você não precisa dizer, muitas pessoas vão achar que você é arrogante, quando você está assumindo aquela postura.

Participante: ‘Não é humildade insistir que não podes ser a luz do mundo, se essa é a função que Deus designou para ti.’ Deus nos deu esta função. Então eu tenho que ser a luz do mundo. ‘Só a arrogância afirmaria que essa função não pode ser para ti, e a arrogância é sempre do ego.’

Participante: Jesus diz ‘Vocês são a luz do mundo e o sal da terra.’

Jorge: O que Ele falou a respeito do sal da terra? Aquele sal insípido que não tem sabor, vai ser jogado fora e serve para ser pisado pelos homens. Você pode ser atacado pelos homens, mas o que você deve sentir, por ter sido atacado por estar afirmando a luz? Rejubilai-vos porque está dando certo, você está começando a iluminar-se!

São duas possibilidades, a humildade é uma lição para o ego. No início do parágrafo ele diz ‘o ego não serve para você e nem para o teu espírito’. Não importa o que você ensine para o ego, isso não serve de nada.

Então, o que é uma pessoa que é muito mal educada no telefone? É um exemplo de quê?

De uma pessoa que está muito no ego!

Então, o que a gente faz?

Vamos educar este ego, minha filha! Você precisa ser mais humilde!

Quem precisa ser mais humilde?

O ego!

Isso não serve para nada, conforme fala no parágrafo. O que vai acontecer é que aquele ego educado para ser humilde, naquele sentido de ‘bem educado’, são as pessoas mansas, que não atacam, não agridem, esses herdarão a terra.

Depois Ele diz, o espírito é radiância e pertence ao Céu e não diz que o espírito e a radiância pertencem à terra!

Estas compreensões nos colocam que não é arrogância afirmar que você é a luz do mundo, pelo contrário é do ego afirmar que você não é a luz do mundo!

Não é arrogância quando alguém diz ‘eu sou a luz do mundo, estou aqui para brilhar e estender a minha luz e quero ir para o Céu!’

O ego interpreta a humildade de um jeito e o espírito do outro, ele diz ‘humildade é uma lição para o ego’, só que o ego não vai te levar para o Céu, vai fazer você ser manso e herdar a terra.

Participante: Conforme o que eu entendia sobre humildade, então acho que vou ficar por aqui mesmo!

Jorge: Isso eu não quero, não me interessa!

É uma coisa que nós temos que reavaliar. Trouxe este parágrafo de segunda–feira para quarta, porque me pareceu uma nova reavaliação e como o grupo de quarta já passou por este parágrafo, passamos e não tivemos esta compreensão. Acho muito interessante esta compreensão para a gente reavaliar o que é esta humildade. Para nós observarmos que o ego pode ser humilde ‘os mansos herdarão a terra porque os seus egos são humildes’. Mas antes ele diz que qualquer lição que você dê para o ego não serve para você ir para o Céu.

A pessoa que é humilde pode dizer ‘eu sou a luz do mundo!’ Isto é humildade! Aceitar que você é a luz do mundo!

‘Humildade é aceitação!’ Mas, aceitar o quê? Aceitar que você é a luz do mundo, que você está aqui para irradiar. Aceitar a radiância do espírito!

Participante: Aqui diz: ‘Eu sou a luz do mundo’ Ele não diz ‘Eu sou a luz do Céu’. E quando Ele diz ‘Os mansos herdarão a terra’, quer dizer que a luz dos mansos vai brilhar, vai irradiar. Vai resplandecer sobre a terra. A pessoa se torna mansa quando eliminou todos os desejos, venceu o ego.

Participante: O mundo seria o quê?

Participante: Estou compreendendo o mundo como o sistema de crenças criado pelo homem. Não é o Céu.

Jorge: Ele diz ‘...seus egos humildes’ Ele não diz que venceram os egos.

São duas colocações diferentes.

Participante: No final deste sub-capítulo (página 60 do livro texto) diz: Nesse mundo não precisas ter aflições, porque eu venci o mundo. É por isso que deves ter bom ânimo.

Participante: Eu já li que Deus amou tanto o seu Filho que deu o mundo a Seu Filho. Jesus é chamado de ‘Rei dos homens’ porque Ele venceu o mundo. Acho que todo aquele que vence o mundo se torna um rei. Outra coisa que lembrei é que Nossa Senhora é chamada de Rainha dos Anjos, e não rainha da terra.

Jorge: Se você pegar uma palavra de cada capítulo, você monta uma frase. Se você pegar uma frase de cada capítulo, você monta um texto, mas o significado altera.

Então, o que temos que fazer? Temos que interpretar parágrafo a parágrafo, na ordem em que o parágrafo está! Por quê? Porque senão vamos nos confundir!

Por que, às vezes, as pessoas fazem interpretações falhas? Porque pegam uma frase daqui, outra de lá, uma daqui e uma de lá. Daí montam um texto próprio, então, altera na forma de interpretar, às vezes.

Participante: Acho que é isto, porque ele diz ‘Os mansos herdarão a terra’ e ‘sua percepção é mais verdadeira’.

Jorge: E seus egos?

Participante: ..mais humildes!

Jorge: Então eles saíram do ego ou apenas são mais humildes e tem uma percepção mais verdadeira?

...o ego, nem o humilde nem o arrogante, nenhum deles está em estado de radiância.

Participante: A mente aprende através do ego!

Jorge: A mente está dividida em ego e espírito! Então, Ele diz: Se você quer aprender o espírito, ele não diz ‘aprenda a humildade’, Ele diz ‘a humildade é uma lição para o ego’ e não para o espírito. Ainda diz: ‘Com o ego você não vai a lugar nenhum. A humildade é uma lição para o ego, os mansos herdarão a terra, porque os seus egos são humildes’. Ele não diz porque abandonaram o ego, porque se tornaram a luz, porque não tem mais ego. Porque os seus egos são humildes, a sua percepção é mais verdadeira. Mas enquanto tiverem ego, humilde ou não, estarão na terra.

O Céu é para o espírito, o espírito é radiância, quando ele assume isto, como no exercício complementa dizendo: ‘humildade não é moldar o ego, humildade é aceitar que tu és a luz do mundo’.

A luz do mundo serve para quê? Para irradirar a luz do espírito. Você assume que está no mundo, mas você tem a radiância do espírito. Quando você inspira e traz para o mundo a radiância do espírito, então você é a luz do mundo, esta é a tua função, iluminar o mundo.

Por quê? Porque o mundo é uma caverna escura onde ninguém sabe para que lado ir, onde as pessoas não conseguem achar o caminho de saída do mundo.

Numa caverna escura, para se encontrar a saída, a gente precisa ir em direção a quê? A luz!

A luz é a saída do mundo! Ser a luz do mundo significa ser a luz que marca por onde se sai. Quando a gente reconstitui a separação, quando a gente sai a gente sai em busca da luz. Toda a nossa busca é a busca da luz. O espírito é luz, o espírito é radiância, raidância é luz. Eu sou a luz do mundo, esta é a tua função! Isto é aceitar! Se humildade é aceitação, então você tem que aceitar isto. Esta é a verdadeira humildade, aceitar a radiância da luz.

Quando você aceita isto, você vai ser chamado de prepotente, de arrogante.

Participante: A humildade que Ele propõe aqui é a inexistência do ego, totalmente sem ego. No momento que eu admito a luz, o meu ego deixou de existir.

Jorge: A humildade, esta que é uma lição para o ego, vai fazer você ganhar a terra. Por exemplo, você trabalha numa empresa, tem vinte funcionários, um deles se exalta contra o chefe. Ele faz uma baderna, junta um monte de gente, têm uns que são humildes, ficam quietinhos, assim que for possível o chefe manda aqueles que se exaltaram embora, os quietinhos herdam os cargos. Por isso que dizem: ..calma, fique quietinho, não fale nada!

Esta pode ser uma compreensão para nós percebermos o que é mansidão. Os mansos herdarão os cargos, aqueles que se exaltam vão ser mandados embora. Neste caso eu vou buscar a exaltação! Mas quê exaltação? Contra o meu chefe? Não! Vou buscar as exaltação da luz, que vai para cima, para o Céu!

Quando você está no mundo e inspira esta luz, você começa a ficar radiante e irradiar esta luz.

Participante: “O espírito está além da humildade, porque reconhece sua radiância e com contentamento derrama sua luz por toda a parte.”

Jorge: Esta humildade que está falando aqui, que não serve para nada, apenas faz as pessoas permanecerem mansas na terra é a humildade do ego.

A partir da Lição 61 que foi lida, o que é a verdadeira humildade? Assim como tem a caridade, tem a verdadeira caridade. Tem duas compreensões para cada coisa. Você pode interpretar pelo ego ou pelo espírito. Quando o ego interpreta a humildade, ele interpreta que humildade é ser manso. Quando o espírito interpreta a humildade ele interpreta que humildade é aceitar o teu papel que é ser a luz do mundo e ser radiante, aí você alcança o Céu.

Não é para sair dizendo na rua: ‘Ô, eu sou a luz do mundo!!!’

Então, como é que você vai fazer? Você vai assumir este papel e vai começar transbordar esta radiância, esta luz. Não é com o ego que você vai fazer isto, com soberba, mas com humildade, com convicção. Que humildade? A humildade que Ele reinterpreta é reinterpretada pelo espírito.

Quando se diz que, é possível caminhar sobre as águas, como Jesus caminhou, isso não é arrogância querer e dizer ‘eu também quero fazer isto!’. Quando se diz que a gente quer ir para o Céu...mas é para isto que Jesus passou a vida dele dizendo que era isto que nós tínhamos que fazer, ‘ser a luz do mundo’, ‘vocês também podem fazer milagres’, ‘este é o caminho para ir para o Céu’. É este o caminho que eu estou buscando, este é o caminho que nós devemos encontrar, o caminho da radiância.

O ego interpreta tudo contra você, o espírito interpreta tudo a teu favor.

Participante: Quando Ele diz ‘Os mansos herdarão a terra’ eu compreendo que as pessoas que desfizeram os seus desejos, a sua arrogância, desfizeram tudo o que é do ego, eles vão atingir o estado de inocência. Então, eles poderão ajudar as outras pessoas a encontrar o caminho do Céu, podem ser a luz do mundo, por isso que elas herdam a terra. Elas vão ser as pessoas que ensinarão o caminho aos outros, como ele diz aqui.

Jorge: Isso está dito no parágrafo? Vamos ler o parágrafo novamente!

Participante: “Com o ego tu nada podes fazer para salvar a ti mesmo ou aos outros, mas com o teu espírito podes fazer tudo para a salvação de ambos. A humildade é uma lição para o ego, não para o espírito. O espírito está além da humildade, porque reconhece sua radiância e com contentamento derrama sua luz por toda a parte. Os mansos herdarão a terra porque seus egos são humildes e isso lhes dá uma percepção mais verdadeira. O Reino do Céu é o direito do espírito, cuja beleza e dignidade estão muito além da dúvida, além da percepção e ficam para sempre como a marca do Amor de Deus por Suas criações, que são totalmente dignas Dele e só Dele. Nada além disso é suficientemente digno de ser uma dádiva para uma criação do próprio Deus.”

Participante:...estando num estado de insanidade, quero chegar até o espírito, eu preciso desfazer o meu ego, mas eu não posso desfazer o meu ego com mais arrogância, eu preciso ir trabalhando, por exemplo vou praticar Yoga, Reiki, Renascimento, Um Curso em Milagres, até ter a compreensão e ter condições de saber que eu posso ser a luz do mundo. Quando eu tiver esta percepção mais verdadeira eu posso dar o salto para a radiância.

Participante: O ego humilde seria, então, um estágio para chegar até o espírito.

Participante: Querendo ou não temos o ego!

Participante: A gente percebe quando a pessoa é mais humilde e quando é mal educada, arrogante.

Participante: Todas as pessoas que estão na terra estão no ego, pode estar na luz, mas o ego ainda está ali, pode estar abrandado, mas está ali, é assim?

Jorge: Não! Jesus não tinha ego humilde, Ele não tinha ego.

Participante: Mas nem todo mundo é igual a Jesus, não é?

Jorge: É o ego que não quer ver!

Então, o ego não serve para a tua salvação, nem para a salvação dos outros. O espírito serve a ambos, para a tua salvação e para a salvação dos outros. A humildade é uma lição para o ego, não para o espírito, nós não temos que aprender a humildade, nós temos que aprender radiância! Porque só o que desfaz o ego é a luz, é a radiância, não é a humildade.

Participante: A humildade vai permanecer ...e vai fazer com que todo mundo continue no ego.

Jorge: É o ego da humildade!

Participante: ...como acontece com a Expiação, ela se realiza quando eu alinho com o espírito, e não quando estou alinhada com o meu ego, da minha vontade, do meu controle. ...até que eu consiga entender...tudo é preparado para que aquilo se realize. Não é assim?

Jorge: Ele vai apresentar a oportunidade, ou seja o Espírito Santo apresenta os milagres que você precisa para fazer a reconciliação. Mas não é Ele que faz, é você!

Participante: Esta situação é semelhante, ao meu ver, à questão do parágrafo que estamos discutindo. Então, não é uma questão de ser humilde, o ego bonzinho, é a partir do meu alinhamento com o espírito, independente da mansidão.

Jorge: Isso!

Participante: Então, porque Ele diz: ‘Os mansos herdarão a terra porque seus egos são humildes e isso lhes dá uma percepção mais verdadeira.’

Jorge: Só que depois Ele diz que o espírito vai além da percepção.

Participação: O espírito já está no Conhecimento, ele não precisa aprender nada, ele já é radiante!

Jorge: E o ego não é isso!

Participante: Aqui já tenho o meu espírito, já sou radiante, o que afasta isto é o ego, a arrogância. Então quanto mais eu reconheço que é o ego, mais radiância eu vou ter, começo a ter uma percepção mais clara.

Participante: Independente da compreensão o que eu estou aprendendo é que não devo ser arrogante, mal educado. Aí pensamos o quê? O oposto disto! Que é ser humilde no sentido de não afrontar os outros com isso. Pelo menos é esta a visão que eu sempre tive...além disso eram ensinadas a mansidão e a submissão.

Esta compreensão que o Jorge está nos colocando é bem diferente daquilo em que sempre acreditei...tenho que acreditar que eu sou a luz do mundo,... tenho que assumir o meu papel,... tenho que ser radiante.

Mas ainda não cheguei no espírito, ainda estou no ego. Penso que existem graduações neste processo para eu chegar no espírito, é isso que eu estou buscando! É isto que eu não entendi!

Jorge: Então, assim: Você pode graduar o ego. Graduá-lo para ser mais educado, mais ético, mais social, mas continua no ego. É isso que diz neste parágrafo.

Participante: Arrogância é quando coloco o meu ego na frente das outras pessoas, das situações. Eu quero comandar, quero julgar... Tenho que reconhecer que o meu irmão é igual a mim, somos Filhos de Deus, somos iguais. Esta lição é para o ego. A mente é a aprendiz, se eu não tivesse que aprender uma lição aqui, eu não estaria aqui estudando o Curso em Milagres.

Participante: Compreendi que não preciso ser arrogante nem humilde. Sou arrogante, depois submissa e depois vou estar no espírito... Vejo agora que não é assim.

Participante: Às vezes confunde-se humildade com burrice... Por exemplo, você trata com bondade uma pessoa e ela acha que você é bobo e que não está sabendo o que está fazendo.

Participante: Estamos falando sobre o que é humildade. E a radiância, é o quê? Estamos falando de algo que a gente não conhece.

Participante:...Jorge está fazendo este aprendizado.

Participante: Quem tem que se iluminar?

Jorge: Todos nós!

Participante: Sim, mas é o ego que se ilumina?

Participante: ..em uma parte do livro diz que o ego aprende.

Jorge: Aprende, claro que o ego aprende! Ele pode aprender a humildade, a educação, a etiqueta, o convívio social.

Participante: No livro diz que quando suas percepções forem cem por cento verdadeiras, Deus vem e dá o último passo por você.

Participante: Parece que para umas pessoas a compreensão é que podemos ir direto e outros compreendem que temos que primeiro nos tornar humildes.

Participante: Todo o trabalho do livro é corrigir a nossa percepção, temos que inverter a nossa percepção porque temos uma percepção equivocada do mundo. Inverter a nossa percepção de medo do ego para o amor. Quando a nossa percepção for cem por cento verdadeira, no livro diz: Deus dá o passo final, damos o salto para o conhecimento do espírito. Deus faz isto por nós.

Jorge: Você aceita, então, que todo o trabalho do livro é para mudar a percepção para uma percepção verdadeira?

Participante: Sim, aceito! O Espírito está além da percepção!

Jorge: Ótimo! Nós aceitamos também que a mente é a aprendiz e que ela pode aprender a interpretar pelo espírito, ou interpretar pelo ego. Ela pode dar uma interpretação verdadeira ou equivocada.

No parágrafo diz assim: O teu ego não serve para nada, nem para salvar a ti mesmo, nem para salvar os outros. Então ele está querendo que você use a tua percepção.

Você aceita que o teu ego não serve para salvar nem a ti, nem os outros?

Participante: Sim!

Jorge: Então ele diz: Use a tua percepção! Quando você acreditar que ter um ego humildade é uma coisa boa, você troque a percepção e coloque: A humildade é uma lição para o ego e não para o espírito, você tem que aprender a radiância e não a humildade.

Por quê? Quando na Bíblia está escrito, no Sermão da Montanha, que os mansos herdarão a terra, Jesus quis dizer que eles herdarão a terra! Por quê? Porque os seus egos se tornaram humildes, como as religiões queriam tornar os egos humildes, mas não ensinaram a radiância, ensinaram a humildade. Ensinaram os homens a conviver bem na terra, não ensinaram ir para o Céu! Então o que tem que ser ensinado? A RADIÂNCIA!

Aí você vai para o Céu!

Porque a radiância transcende a percepção mais acertada. Não tem mais percepção quando você tem a radiância.

As religiões ensinaram para os egos se tornarem humildes, as pessoas se tornarem mansas.

Temos que reinterpretar a humildade, você pode interpretar para o ego e para o espírito. O exercício que você fez (lição 61), a interpretação é do espírito, ‘humildade é você aceitar que é luz e radiância e este é o único meio de se chegar ao Céu.’

Para facilitar vou dar um exemplo de radiância, de aceitação e de iradiação: Há algum tempo uma pessoa de uma rádio pequena telefonou e pediu uma entrevista sobre simpatias. Falei para ela que aqui não tinha ninguém para falar sobre simpatias. Ela perguntou: Sobre o que tem? Aconselhei-a entrar na página na internet e escolher. No dia seguinte ela ligou novamente e perguntou se eu poderia dar uma entrevista sobre Reiki. Eu aceitei. Dois dias depois ela ligou e perguntou se eu daria uma entrevista sobre outra coisa. Perguntei sobre o que e ela queria saber e ela disse: o quê mais tem? Falei que tinha Feng Shui, mais ... Ela escolheu Feng Shui. No dia seguinte ela ligou outra vez pedindo para eu fazer mais uma radiância...(risos)

Depois disto ligou novamente e se desculpou porque achava que estava incomodando. Eu disse pra ela: ‘Em que eu posso ser útil?’ Isso é aceitação! Me dei conta que se eu sei destas coisas e podem ajudar as pessoas, alguém deve estar ouvindo. Não é eu que tenho que julgar se vai dar ibope, se alguém vai telefonar ou não. Isso é humildade! Isso é aceitação! Aceitar o meu papel que é ser a luz do mundo.

Eu não sou humilde para falar. Esta pessoa chegou a dizer para mim: ’Tua entrevista está causando impacto!’ Impacto não é uma coisa humilde, mas ela não disse que eu era arrogante.

O que é irradiação, o que é radiância e o que é humildade?

Humildade é você aceitar o seu papel de luz do mundo e quando o espírito te conduz para estender a luz, você tem que ir!

O nome que você recebeu na iniciação no Egito é Rakeops, que significa Sol Radiante. Keops significa radiância e Ra significa sol. Você tem que aprender a radiância, não tem que ser humilde.

Participante: ...para mim a humildade é o caminho para chegar à radiância.

Jorge: A humildade do ego não é o caminho. Vamos mudar a nossa percepção. Antes eu também achava, agora eu sei que não é.

Desde o primeiro Curso de Tarô que eu dei, hoje vou dizer, que ele foi inspirado, foi me entregue por inspiração, não li ele, não aprendi de ninguém e de lugar nenhum, foi uma inspiração. Eu não ousava dizer que foi uma inspiração porque eu achava que isso era arrogância, eu mesmo achava.

Muitas vezes quando eu disse ‘eu estou aqui porque eu vou buscar o caminho do Céu, porque se houver reencarnação eu não quero reencarnar, a terra eu não quero mais como herança, quero o Céu como o meu direito’, eu mesmo ficava com medo de estar sendo arrogante.

Quantas pessoas não disseram para mim que eu era arrogante porque eu falei isso? Quantas pessoas se afastaram porque diziam que eu era muito arrogante. Até hoje ainda dizem que sou arrogante porque falo as coisas.

Às vezes acontece que as pessoas começam a participar do Curso em Milagres e quando a gente diz ‘estamos a caminho do Céu’ vão embora, ‘..o Jorge é muito arrogante, ele quer ser o dono da verdade...’. Não é isso! Quem me conhece mais sabe que não é arrogância e agora estou começando a compreender isso. Não vou sair e falar isso. O que eu vou dizer? Vou dizer aquilo que possa ajudar as pessoas a encontrar a luz.

Como é que a gente vai levar a luz para as pessoas? Não é pegando o livro e saindo pela rua. É estendendo o aprendizado! É reinterpretando as nossas compreensões e depois estendendo isto para as pessoas! Por quê? Porque se você tem um pouco de luz, você aprende e consegue ensinar!

Outro dia uma pessoa veio perguntar para mim: Jorge, estou com problema nos intestinos, o que eu faço? Num primeiro momento eu pensei que eu não era a pessoa indicada para falar sobre este assunto. Depois pensei, bom, se a pessoa veio me perguntar e eu estou aqui somente para ser verdadeiramente útil, então... eu perguntei para a pessoa sobre a sua alimentação e ela me disse que comia muita carne e queijo. Aconselhei-a mudar a alimentação. Ela perguntou: Mas, por que Jorge? Eu falei para ela que é porque a carne leva até 48 horas para ser digerida...detona a flora intestinal, porque não dá tempo para recuperá-la! A pessoa aceitou a resposta. Isto é ser humilde, eu aceito a luz para passá-la para as pessoas. O arrogante diria: “eu....isso eu não sei. Procure um médico!”

O que o ego faz? Ele inverte as percepções! Ele diz que ser luz é arrogância! E que nós não devemos ser arrogantes, que devemos ser humildes, mansos. É aí que está o equívoco. Talvez, tenham perguntado para Jesus: E essas pessoas que a igreja está conduzindo como ovelhas, como cordeirinhos que não se rebelam... O que Ele diz? Os mansos herdarão a terra! Agora Ele explica por que! Porque tornaram seus egos humildes, mas não vão para o Céu! O Céu é um direito do espírito, pertence ao espírito que tem radiância.

Humildade não é tornar o ego humilde, é aceitar a radiância. Essa radiância, você depois, pode reinterpretá-la novamente. A cada coisa que você faz, você escolhe, a cada coisa que você recebe, você escolhe. Recebi a radiância, eu vou usar isso com humildade ou com arrogância? Aí é que está a diferença, a todo momento!

Participante: Então, humildade é aceitar a radiância e não arrogância, então não é isso que temos que aprender? Se humildade é aceitar a radiância e é isso que temos que aprender...

Jorge: não é sermos mansos!

Depois que a pessoa aceitou a radiância ela não pode usar isto para o mundo? Pode!

Veja a história de Corcunda de Notredame, ele estava muito evoluído, e depois caiu. Veja quantas histórias de pessoas evoluídas e depois se tornaram os ‘magos negros’, que é uma pessoa que chega a um alto grau de conhecimento e usa aquilo para si mesmo, a seu favor ‘vem aqui que eu sei tudo, só eu que sei’. Começa a dizer que ‘Deus me deu a missão de levar vocês daqui para lá...’. Às vezes estas coisas se perdem. Por quê? Porque, depois, para manter aquilo tem que começar a fazer magia..então as pessoas pedem: ‘Faz alguma coisa para eu acreditar que foi Deus que mandou!’ E agora? Vai ter que fazer uma magia qualquer.

Exercício da Semana: Para esta semana vamos estudar este parágrafo, só este. Não peguem outros para tentar justificar o que você pensa. Só interpreta o parágrafo 12 da página 59 do livro texto.

Vamos tentar compreender se temos que ser humildes ou radiantes. Vamos reinterpretar a palavra ‘humildade’. Compreender as duas interpretações da palavra humildade. O que é humildade na interpretação do ego e o que é humildade na interpretação do espírito. Este é o conflito.

Humildade é ser radiante porque você aceita a tua função. Isso é ser humilde, porque aceita a sua função sem contestar e o outro é aquele que molda o ego para ser humilde e tornar-se um homem manso e não um homem radiante.

Vamos ler este parágrafo de novo e vamos trabalhar em cima disto, isto pode ser um salto para uma nova compreensão se consegui interpretar isto direito. Pode ser um salto para uma grande compreensão, para uma aproximação para termos uma percepção mais verdadeira para depois darmos este grande salto: quando temos uma compreensão verdadeira conseguimos dar este salto, porque Deus nos puxa para cima... o último passo é dado por Deus, Ele vem te buscar ..quando vê que você já entendeu tudo. Quando o pai vê que o filho já terminou o expediente escolar, o que ele faz? Vai buscá-lo na escola ‘vem, volta para casa, já terminou a tua lição, você já aprendeu!’.

Eu estou aqui só para ser verdadeiramente útil.
Eu estou aqui para representar Aquele Que me enviou.
Eu não tenho que me preocupar com o que dizer ou o que
fazer, porque Aquele Que me enviou me dirigirá.
Eu estou contente em estar aonde quer que Ele deseje,
sabendo que Ele vai comigo.
Eu serei curado na medida em que eu permitir que Ele
me ensine a curar.

 

 

©  2004 - Milagres