Princípio 5

5. Milagres são hábitos e devem ser involuntários.
Não devem estar sob controle consciente.
Milagres conscientemente selecionados podem
ser guiados de forma equivocada.
 
Comentários
 

Penso que na contenção e na repetição poderemos tornar nossos hábitos involuntários e instalados em nós.

muita paz


Milagres involuntários são do ES.
Milagres guiados são do ego. (Não são milagres)

Irmãos
Quanto ao princípio cinco:
compreendo que se eu seleciono os Milagres estou tentando ser autora da minha vida, isto é, Eu sei o que é melhor para mim.
Com isso, nos perdemos.
Iniciamos uma cadeia de erros.
Vou dar um exemplo que está fazendo parte da minha vida nesse momento.
Meu marido trabalha há cinco anos numa empresa mista.
Esta empresa passará a ser do governo
Com isso, todos os já funcionários estão passando por um concurso.
A primeira coisa que vem a nossa mente neste momento é pedir para que consigamos a vaga
Assim estamos selecionando o Milagres
Tenho recebido os Milagres sem nenhuma intenção...entregamos a situação ao Espírito Santo...estamos tranquilos....
Afinal, não sabemos o que realmente é melhor pra nós...
Lembremos o texto do Jorge em que falava que Ele lá de cima tem uma visão panorâmica.
Então, entendo, que conseguir ou não a vaga, não é o mais importante, mas sim a conexão com a Fonte.
Quem sabe o que nos reserva nessa vida de tantas possibilidades?
Pensamos que se não for nessa empresa, através do concurso, poderá ser em outra ainda melhor.
Só Deus sabe...a Ele entregamos.

Irmãos, numa das reuniões presencias, o Jorge contou uma historinha pra ilustrar sua compreensão do princípio 5.
Esta historinha já foi muito útil pra mim em várias situações, vou compartilhar com vocês:

"Vivia na beira de um rio um macaco muito bondoso, pronto para ajudar todas as criaturas. Um dia ele estava sentado num galho de uma árvore, olhou
para baixo e viu uma criatura debatendo-se na água.
O macaco imediatamente pulou e retirou a criatura da água e a enrolou em panos para secá-la e aquecê-la.
Depois de muita insistência em secá-la e aquecê-la, o peixe morreu."

O que entendo deste princípio é que de forma similar ao terceiro princípio, os milagres são naturais.
Quando ainda não sabemos alguma coisa, precisamos colocar algum esforço para torná-la um hábito. Uma vez adquirido o hábito, ele passa a ser involuntário, e natural, o que não significa que deve ser automático. Ele passou a fazer parte de nosso inconsciente. Passou pela nossa consciência e se firmou lá. Achou seu lugar em nós.
Ao mesmo tempo não podemos pretender exercer controle consciente sobre nossos hábitos, sob pena de que eles deixem de ser naturais e involuntários.
Quando tentamos exercer o controle sobre algum hábito que temos, perdemos nossa naturalidade, nossa espontaneidade. Agimos como que guiados por alguma coisa fora de nós. O que é absolutamente irreal.
Um hábito involuntário e, portanto, natural é como uma dança harmoniosa. Entregamo-nos à música, ao ritmo e o movimento de nosso corpo flui em sintonia com a música.
Assim é com os milagres, eles estão em sintonia com o Ser, com a Unidade de que fazemos parte e contribuem para nossa alegria plena, para a nossa felicidade que é a Vontade de Deus para todos nós.

Paz e bem!

Moisés

Meus Queridos,
O involuntário quer dizer sem o controle humano racional, mas com certeza com o controle de uma inteligência suprema.
Se quisermos controlar os milagres eles perderam sua esência a Divindade.
Um abraço ,
Giselda

O princípio 5 diz:
Milagres são hábitos e devem ser involuntários. Não devem estar sob controle consciente. Milagres conscientemente selecionados podem ser guiados de forma equivocada.

Milagres são hábitos porque são expressões de amor – uma correção que só pode estar no espírito - e devem ser involuntários porque eles não podem ocorrer sob o controle do ego e sim quando nos unimos com o Espírito Santo. Se estamos sob a orientação do espírito, é o espírito que irá conduzir a consciência – um mecanismo receptivo – à ação. A consciência induz à ação, todavia não a inspira, podendo ser guiada pelo espírito ou pelo ego. Nesse último caso os milagres podem ocorrer de forma equivocada, como por exemplo, no caso de acreditarmos que estamos nos relacionando com alguém com amor, mas dentro do especialismo. E o amor não permite nenhum tipo de diferenciação. Ele não é um sentimento, ele é um estado de ser. Se estamos unidos ao Espírito Santo, que é quando os milagres ocorrem, somos amor e nesse caso qualquer espressão nossa será naturalmente (habitual e involuntária) de amor; um milagre!

Heloisa


A minha percepção sobre o princípio 5 é que nunca devemos direcionar os milagres, pois não sabemos exatamente das necessidades do nosso irmão, muitas vezes quero muito comprar um carro, casa etc... novo e peço um milagre, mas na realidade o milagre que estou necessitando é a falta, carência é o amor, e somente o Espírito Santo nos conhece na intimidade, então devo pedir um milagre e oferece-lo ao meu irmão sem direcionamentos, pois nem nós sabemos de nossas mais íntimas necessidades espirituais.

Bemsãos e milagres a todos

Graça


Ola Irmão: Quanto ao principio 5, entendo que de veram ser involuntarios, no sentido que quando se está na mente sã,

o natural será sempre oferecer milagres, oferecer perdão, esta é a função do Filho Santo de Deus.

No entanto enquanto a mente está no ego, os milagres partem de uma vontade muitas vezes equivocada e e voltada para os seus proprios interesses.

Esse é o meu entendimentos. No momento. Fiquem na Luz. Neusa


Acredito que estar para milagres corresponde à qual sintonia estamos conectados...fazer ou não milagres é como respirar,pq está intrinsecamente ligado ao ser e viver e a qual energia nos ligamos.

quanto mais sintonizamos no 'canal' do espirito santo mais nos conectamos a positividade do milagre e quanto mais positivos ficamos mais em paz e satisfeitos nos sentimos,criando um 'sistema' em nosso ser que nos torna capazes de positivar o entorno,tanto as pessoas como o ambiente simplesmente respirando e vivendo e claro 'milagrando' com o espirito santo e mestre irmão jesus.

a sensação de gratidão e acolhimento acompanha esses milagres por que não são planejados,simplesmente acontecem por nossa sintonia,conexão e pelo significado que damos a tudo que nos rodeia e acontece.

daí eu não me sentir sózinha há muito tempo!

sentir-se bem sem necessitar explicação ou garantia de que amanhã será igual a hoje ou melhor é o q torna nossa conecção cada vez mais forte e ligada ao que realmente importa e de que podemos nos afastar do sofrimento apenas amando e nos conectando a espirito santo.

é claro que neste sentido os estados animicos se alteram,mas com uma diferença:conseguimos enxergar o por que e nos curamos com a ajuda do curso e da sintonia...

desde que comecei a fazer o curso tenho tantos milagres em minha memória,sinto-me tão diferente e ao mesmo tempo satisfeita,que realmente respirar para mim transformu-se em milagrar,em perdoar e pedir perdão e ter a consciencia de que o caminho da verdade apenas começou.

beijos a todos.muitos milagres em nossas vidas.peço perdão,perdoo e entrego tudo ao espirito santo.

dida


O 5º Princípio dos Milagres para mim se afigura como saber fazer alguma coisa sem ter de se perguntar se sei fazê-la. Eu tenho de estar de tal forma imersa, mergulhada, embebida na idéia do que é para fazer que não me questiono se sei fazer ao fazê-la. Assumo a "mentalidade do milagre" como uma maneira de ser e atuo de acordo com ela como se dispusesse de um comando automático que me dirija. Mal comparando, é como faço quando sento no volante de meu carro, ou de qualquer carro, e me disponho a dirigí-lo. Sento-me, dou a partida e saio. Não há indagações se sei dirigir ou não. Só preciso estar ciente do veículo: gasolina, óleo, freios, licenciamento, pneus etc, etc.
Para mim essa é a "mentalidade para o milagre" e por isso se tornam hábitos e involuntários.

Una com vocês na Mente Una.

Maria Thereza Camargo,
sempre com muito carinho.

Irmãos.

Entendo que Milagres são verdadeiros sentimentos de amor incondicional a tudo e a todos.

Deus, através de Jesus, nos ensina o perdão a todos os equivocos, não condenando nenhum (sentimento, ação, evento,irmão,e a nos mesmos) até que possamos entender que não há nada a perdoar .

O perdão incondicional vai nos trazer a cura da mente ( milagre).

Com carinho e tentando aprender!

Cleo.


 

©  2004 - Milagres