Princípio 17

17. Milagres transcendem o corpo. São passagens súbitas para a invisibilidade, distante do nível corporal. É por isso que curam.
 
Comentários
 

Milagres estão ocorrendo a todo momento. É necessário, porém, que deixemos o nível físico através de uma nova percepção de realidade para que possamos percebê-los e deles nos regozijar. Através deles (dos milagres), podemos acessar o invisível e aquele que vibra, criando cada átomo daquilo que ordinariamente percebemos como visível. É por isso que Milagres curam.


Estou longe de poder esclarecer uma afirmação dessas. Mas posso dizer como a vejo. Os milagres são produzidos sempre que a nossa essência consegue manifestar um sentimento de entrega, confiança e de amor incondicional, ou seja, sempre que conseguimos acessar a nossa real natureza. Portanto, nunca têm sua origem no corpo, embora nele possam se refletir, já que o corpo é o instrumento de manifestação da nossa essência no mundo material. Mas eles ocorrem no plano Real, que os nossos olhos não podem enxergar. Eles só podem enxergar os eventuais efeitos materiais produzidos pelo milagre, nunca o milagre em si, que se produz quando conseguimos estar em plena comunhão com o próximo, com o Pai e com tudo o que é, e o corpo não participa disso. No momento em que somos capazes de operar o milagre estamos conectados além do mundo físico, é como se estivéssemos fora do mundo, e não é o mundo material à nossa volta que nos impele á sua realização. Sabemos que o mundo que vemos é um mundo de ilusão, e o milagre cura porque acontece no Real, no qual a nossa essência existe e se manifesta. Alguns exercícios do UCEM nos ajudam a compreender melhor isso, quando feitos de forma consciente, como por exemplo "Eu estou transtornado porque vejo algo que não existe", "Eu não vejo nada tal como é agora". "Meus pensamentos são imagens que eu fiz", etc. É preciso sair da insanidade, do sonho sonhado pelo ego, para que um milagre se opere, porque somente no mundo real acontece a cura, já que a cura ocorre quando conseguimos momentaneamente nos reconectar com quem somos, com o ser real, eterno e infinito que somos, em que vivenciamos a paz, somos livres, plenos, estendemos Amor a tudo o que É, e não conhecemos medo nem conflito algum. O milagre ocorre no lampejo instantâneo da percepção da nossa verdadeira natureza, em que nós percebermos, por um breve instante, Um com o Pai e com toda a Criação. Portanto, o milagre está necessariamente distante do nível corporal, que é exatamente a barreira que nos dificulta o acesso a nós mesmos e ao outro, que são o que são, e não o que vemos. Não sei se esta explicação tem alguma procedência, mas é como, hoje, eu vejo essa afirmação.
Namastê,
Ada

Não podemos curar o corpo.
Deus é causa, o filho seu único efeito.
Quando com Deus, criamos, o perfeito.
Quando sem Deus, fazemos, o defeito.
A doença é o defeito materializado no corpo.
Fruto da insanidade da mente.
Assim, a cura só pode acontecer fora do nível corporal, e a extenção da cura na mente pode curar o corpo.
No corpo, podemos bloquear os sintomas, que vão de um lado para o outro, o que podemos chamar de efeito 'prolateral.'
Assim a doença aparentemente sai do rim, e passa para o órgão lateral, bloqueamos aí, e vai pro lateral, e assim, ...
Mas o milagre cura na mente, expiando a origem, corrigindo o defeito.
Nesta súbita passagem do ego para o Espírito.
Bençãos
Jorge

 

 


 

©  2004 - Milagres